Arquivo para Tiroteio

Aurora Sombria

Posted in RPG with tags , , , , , , on setembro 5, 2012 by Lucas Bernardo Ramires

26/12/1958

Daniel Graesser está dormindo sozinho em sua cama, o frio e cinzento mundo la fora é somente uma nebulosa lembrança. Em algum momento ele começa a sentir o perfume dela. Depois ele sente o toque macio do corpo dela junto ao seu. Naturalmente seus corpos se unem, a fome o impele e sem conseguir se controlar Graesser começa a sorver o doce sangue do corpo dela. Ele ouve seus gemidos e as batidas fortes do coração que protestam selvagemente contra aquele terrível beijo. Graesser sente a vida dela ser consumida pela sua fome mas não se detêm…

— —

Desmond Cadman desperta em seu apartamento, os acontecimentos da noite anteiror ainda em sua mente, mas tudo pareceu um sonho, confuso e distante. Com grande dificuldade ele informa por telefone que não poderá trabalhar, no entanto, não escapa de alguma da pressão do sargento Lee, seu supervisor, a respeito da investigação sobre o desaparecimento da escritora americana. Lee cobra de Cadman algum avanço na investigação e diz que a notícia vazou para a imprensa e que isso será ruim para a imagem da instituição e que isso recairá sobre todos os policiais. Pior de tudo, os jornais sabem que o marido da escritora era um policial americano e que ele foi assassinado em Londres, o que complica muito mais a situação envolvendo agora relações diplomáticas com os Estado Unidos da América.

— —

Graesser somente pára de sugar quando o corpo da mulher em seus braços não tem mais sinais de vida. Ele retoma alguma consciência e rapidamente puxa o rosto da mulher e ele descobre com horror que não se tratava de sua noiva Sthephany Queeny. E nem poderia ser, ela está morta a mais de seis meses, carbonizada em um incêndio. A mulher que Graesser tem nos braços é sua empregada Mary Smith, que agora não é mais do que uma casca seca e sem vida, seu pescoço pende de um modo típico dos mortos. Pouco antes do amanhecer Graesser enterra o corpo de sua jovem empregada no terreno de sua casa e queima as roupas e lençóis sujos de sangue daquele banquete sinistro.

— —

Desmond Cadman Chega até a Cable Street, ele foi investigar o endereço que consta nos documentos do ford negro que ele dirigiu de Woodchester até Londres noite passada. O endereço é um velho prédio de uma empresa a muito fechada, um edifício de tijolos do século XIX com uma grande porta na frente para entrada de veículos de carga. Cadmanobserva o prédio ele parece vazio e abandonado, o investigador decide entrar por uma porta nos fundos da propriedade. Ele força a velha porta de madeira que não resiste e se abre. Para a surpresa o temor de Cadman, escondidos em um velho aposento do edifício ele encontra duas caixas de madeira contendo Granadas e munições de grosso calibre, nas caixas está escrito apenas cuidado explosivo no idioma alemão.

— —

Pouco Antes do amanhecer um ruido na janela e Graesser encontra o homem sombrio que o transformou. Ele está muito ferido, de seus ferimentos escorre pouco sangue escuro, grosso e pegajoso. Seu tórax tem buracos do tamanho de bolas de tênis com queimaduras no que restou da pele. o estranho sangrento apenas consegue dizer que ele foi atacado e que eles estão em perigo. Ele diz coisas sobre nazistas caçando-os e que eles logo descobrirão onde eles estão. Graesser faz algumas perguntas sobre a sua nova condição ao que o homem responde em sua maioria com evasivas.

– O que aconteceu com você?

– Isso não importa, o importante é que eles também estão atrás de você!

– Quem são eles?

– São os malditos nazistas, eles também querem o que você possui.

– Eu pensei que nada afetava você?

– Eu posso aguentar quase tudo, mas ainda posso ser destruído, e você é igual a mim agora que recebeu meu sangue.

Daniel Graesser  começa a fazer preparativos para deixar a sua casa e fugir antes que seus inimigos cheguem.

— —

 Em uma outra sala do edifício da antiga fábrica na Cable street, Cadman encontra pistas de recente atividade, comida estocada, roupas e utensílios apontam para a presença regular de pessoas no prédio, mas quem serão eles? Enquanto formula teorias a respeito do envolvimento dessas pessoas com o desaparecimento de Barbara Ewing e com o que aconteceu com ele, Cadman ouve a porta de carga do prédio abrir.  Escondido em uma sala contígua o investigador assiste duas pessoas conversarem, um homem idoso e uma mulher, eles aparentemente discutem sobre preparativos de viagem. Quando a mulher fica mais diretamente sob o faixo de luz da sala Cadman a reconhece, ele conversou com ela quando investigava o quarto de Barbara Ewing no Savoy Palace Hotel.

Depois que o velho e a mulher saem do prédio Cadman os segue até o Heathrow, eles se dirigem até o mesmo hangar onde o homem monstruoso tomou um avião e desapareceu. O investigador confronta os dois, situação que logo se transforma em um tiroteio, Cadman é baleado pela mulher com uma pistola e dispara contra o avião. Ele destrói um dos motores para impedi-los de fugir. O tiroteio se torna intenso e Cadman acaba escondido atrás de um dos veículos para evitar mais balas. Cadman acerta vários tambores de combustível a começa um incêndio, que consome o hangar e o avião. Entre tiros, chamas e ameaças Cadman troca rápidas palavras com seus adversários.

– Entreguem se!

– Você vai morrer Herr policial!

– Quem são vocês?

– Nós vamos acabar com você, foi bom ter aparecido nos poupou o trabalho de procura-lo!

– O que vocês fazem aqui?

– Você vai morrer policial, você foi somente um instrumento nas mãos de Herr Protektor!

Depois que o som das sirenes se aproxima os ânimos dos combatentes esfriam e os dois adversários de Cadman fogem em meio a confusão, fogo e fumaça na escuridão da noite…

— —

Resumo da crônica O Caminho das Sombras que tem como referência o Cenário de Trevas, editado pela Daemon Editora.

Lucas Bernardo Ramires – Narrador

Daniel Graesser – Grecco Morais

Desmond Cadman – Leandro Zanchin

%d blogueiros gostam disto: