Arquivo para Magia

Combustão Espontânea

Posted in RPG with tags , , , on setembro 18, 2012 by Lucas Bernardo Ramires

Formas e Caminhos: Criar/Controlar/Fogo 5

Compenentes: Verbal e Material

Alvo: 1 pessoa

Duração: Instantânea

Dano: 5d6

Teste de Resistência: Teste bem sucedido de Constituição reduz dano à metade

Alcance: Não se aplica

Não se sabe qual a origem deste ritual, no entanto, estudiosos supõem que ele foi criado por grandes magos de alguma das Ordens do Fogo, como uma forma mais “sutil” de eliminação de inimigos. Este assustador efeito foi descrito pela primeira vez no século 17, por médicos e anatomistas franceses curiosos e assustados com os resultados do ritual. Os componentes materiais são uma mistura de algum fluido corporal da vítima, carvão, gordura e ossos humanos, que deve ser queimado pelo mago enquanto ele recita os versos do ritual. É um feitiço tão mortal que poucos sobreviveram a um ataque de Combustão Espontânea. Algumas partes semi-queimadas das extremidades do corpo, como pés e mãos, foram tudo o que restou da maioria das vítimas desse terrível efeito. O efeito começa queimando a vítima de dentro para fora, a origem do fogo místico parece ser o tórax de onde se espalha e devora quase todo o corpo da vítima.  O ritual tem a peculiaridade de que as chamas não causam dano ao ambiente onde a vítima se encontra, salvo algum resíduo ou manchas no local. Algumas testemunhas informaram também que a fumaça causada pelo ritual tem um nauseante cheiro adocicado.

Anúncios

Pregar a Língua

Posted in RPG with tags , , , on julho 10, 2012 by Lucas Bernardo Ramires

Formas e Caminhos: Entender/Controlar/Humanos 4

Compenentes: Verbal e Material

Alcance: 10 Km

Alvo: 1 pessoa

Duração: Uma Cena

Teste de Resistência: Vontade (Will vs Will + nível do Mago) anula

Este efeito foi criado por Phillipe Moyez, um praticante de voodoo haitiano radicado em New York. Os componentes materiais para esse ritual são uma língua de vaca, uma tábua e cinco pregos de ferro. O Mago toma a língua de vaca e a prega na tábua com os pregos de ferro enquanto recita os versos do ritual e mentaliza o alvo e o assunto que ele ficará proibido de mencionar. Com esse efeito o Mago é capaz de fazer o alvo não ser capaz de falar do assunto especificado pelo Mago durante a execução do ritual. Esse efeito não altera a memória do alvo, apenas bloqueia a capacidade do alvo de se referir de qualquer forma ao assunto especificado pelo realizador do ritual. O alvo não vai conseguir falar, gesticular ou mesmo escrever sobre a assunto; sempre que tentar, o alvo será acometido de um grande desconforto na garganta e de uma forte tosse que fará o alvo engasgar se continuar tentando mencionar o assunto proibido, quanto mais ele tentar falar sobre o assunto proibido pior se tornará a sensação de desconforto e a tosse. O efeito dura uma cena, mas, é comum o usuário deste ritual prender pontos de magia no ritual para estender os efeitos do ritual por mais tempo, enquanto achar a proibição necessária.

%d blogueiros gostam disto: